Os champôs sólidos, com o seu formato compacto, dispensam embalagens de plástico e são produzidos, no caso do nosso portefólio, com ingredientes biológicos, que preservam e promovem a saúde do cabelo, além de não agredirem o meio ambiente. Assim, o que escorre com água do banho é biodegradável e por isso, não poluindo o sistema hídrico.

Atualmente, disponibilizamos duas marcas de champôs sólidos nas nossas lojas: uma nacional, Unii Organic , e uma francesa, Pachamamai. Ambas comprometidas em oferecerem uma experiência “ecológica” de lavagem do cabelo.

Descubra 5 motivos para usar champôs sólidos

1- Cabem na palma da mão

Compactos, podemos transportá-los para qualquer lugar, sem a preocupação com os limites de bagagem ou com receio de que os frascos vertam.

Pequenino no tamanho, eficaz na aplicação! Seja qual for a versão escolhida – embalados em papel reciclado ou de pedra ou em caixas metálicas, os nossos champôs possuem uma mistura de manteigas e óleos que nutrem e hidratam os fios.

Aceite este desafio e escolha o champô que mais se adequa às suas necessidades.


Champôs sólidos disponíveis na Maria Granel

2- São mais económicos

Por serem mais concentrados, equivalem a 2 embalagens de 200 ml dos champôs tradicionais, poupando dinheiro e umas quantas deslocações às lojas.

3 – Zero Waste

Segundo a National Geographic, os oceanos recebem, a cada minuto, o equivalente a um camião de lixo com resíduos plásticos. Ao lado de outras alternativas mais responsáveis, os champôs sólidos contribuem para a diminuição do descarte de embalagens plásticas.

As duas versões de embalagens: papel reciclado e lata metálica, oferecem desta forma uma solução que respeita a saúde do planeta e contribui para a redução de desperdício.

4 -Sem testes em animais

Estas duas marcas oferecem produtos isentos de testes em animais.

5 – Ajudam a poupar água

Por não utilizarem água durante o processo de fabrico, os champôs sólidos contribuem para a poupança deste recurso. O Diretor Industrial da Unii Organic, Ricardo Spencer, explica-nos que nas versões líquidas e convencionais, a água representa cerca de 80% do produto final. “Outro dado interessante é que as embalagens High Density Polyethylene – HDPE, uma das mais utilizadas nos cosméticos, gastam mais água na sua produção do que uma embalagem de papel.

No nosso caso, que usamos papel reciclado, esta economia é ainda maior”.

Como usar?

A fundadora da Unii e nossa parceira, Cátia Curica, alerta para uma situação comum, durante o período de transição – “Muitas vezes usamos demais os champôs sólidos, o que pode deixar resíduos no cabelo. Os fios ficam pesados e oleosos”, explica.

Para uma lavagem eficiente, esfregue o champô 3 vezes apenas, depois com os dedos e a água fazer uma espuma.

Para garantir que o cabelo não fique com resíduos, pode utilizar vinagre (de sidra, preferencialmente, pois tem um aroma mais agradável). Basta uma colher de sopa para 1 litro de água.

Como conservar?

Em média, um champô sólido pode durar de dois a três meses, dependendo do uso. Para garantir a durabilidade das nossas barras, é essencial mantê-las secas entre as lavagens, evitando as saboneteiras que não escorram a água.

O champô da Unii traz, através do aproveitamento de cortiça, um pequeno fio que o permite pendurar no banho, evitando a acumulação de água e a sua deterioração.


Imagem: Unii

Inspirados para a transição?

Descubra como são feitos os champôs que disponibilizamos nas nossas lojas: