“Plastic Free July” – Benefícios da compra a granel

“Plastic Free July” – Benefícios da compra a granel

Inspiradas por um dos meses mais férteis para as ações e mudança de consciência face aos desafios ambientais, partilhamos um estudo publicado sobre o potencial das lojas zero waste em contribuírem (ativamente) para a geração de impactos (socioambientais) positivos na sociedade.

Embora em Portugal ainda sejam tímidos os trabalhos que se debruçam sobre os impactos gerados pelas embalagens, pesquisas como a que comentaremos neste artigo são extremamente necessárias para que possamos monitorizar os ciclos de vida dos materiais que envolvem os produtos que consumimos – sabermos (de facto) o quanto contribuem para o aumento do efeito estufa, ou o quanto poluem (pós-consumo) e quanto contribuem para o aumento das emissões de gases do efeito estufa. Trata-se de um oceano de oportunidades a ser explorado!

O estudo publicado por Beitzen-Henieke (em 2017) no Journal of Cleaner Production, analisou o potencial e os impactos (positivos) gerados pelas lojas 100% a granel nas comunidades em que estão inseridas nas diferentes vertentes – social, ambiental e económica:

Assim, as mercearias a granel nascem ancoradas na missão de contribuírem para a diminuição do desperdício alimentar, possibilitando aos seus fregueses uma alternativa socialmente justa, ambientalmente consciente e economicamente viável, com menos perdas e sem embalagens.

“No caso da Maria Granel, o conceito nasceu para homenagearmos às nossas raízes associadas à terra, como uma forma de recuperarmos a ligação afetiva que sentíamos nas nossas pequenas comunidades de origem, tão bem cristalizada no imaginário coletivo das antigas e tradicionais mercearias de bairro. E o que primeiro assomou como simplesmente uma mercearia biológica a granel foi depois crescendo como conceito dentro de nós (e da minha vida) e afirmando-se (e construindo-se) como projeto de redução de desperdício, a primeira zero waste store nacional.”, conta a nossa Eunice.

Quando entramos numa loja bio a granel rapidamente somos abraçados pelos aromas e levados a um tempo onde a pressa era inimiga de um bom prato (nutritivo e saudável) de comida. Sentimos o pulsar de uma causa em cada produto, é possível sabermos as histórias que cada um deles guardam – de onde vêm, por quem são produzidos, se viajam muito até chegar nas lojas ou se estão mais perto de nós do que imaginávamos…

Imagem: Maria Granel (em Alvalade)

Sabemos que este tipo de granel é um conceito novo (na verdade que voltou dos tempos dos nossos avós) e, como tal, requer um tempo de adaptação.

Os frascos estão de volta!

É com muita alegria (já tínhamos saudades) que voltamos a aceitar nas nossas lojas os vossos frascos e sacos de pano, que, durante o período de isolamento social, estiveram temporariamente suspensos, por medidas de segurança. Uma decisão desafiadora para nós, mas que naquele momento foi necessária.

Na base da fundamentação da nossa decisão, estiveram várias formações em que participámos e também um artigo do Jornal Guardian, na sequência da declaração de cerca de 120 cientistas de 18 países de que os recipientes reutilizáveis não aumentam a probabilidade de contaminação e transmissão do Covid-19.

Segundo o grupo que inclui epidemiologistas, virologistas, biólogos, químicos e médicos, os sistemas reutilizáveis ​​podem ser usados ​​com segurança, desde que seja mantida a higiene básica – Lavar cuidadosamente os frascos com água quente e detergente (ou sabão).

Caso ainda não conheçam o universo dos produtos a granel, convidamo-los a visitar uma das nossas lojas, será um prazer contar (tudo) sobre esta nova forma de consumir conscientemente.

Estamos à vossa espera!

A revolução começa aqui!

 Fonte: Desafio Zero; Journal of Cleaner Production; The Guardian.

Deixar comentário

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.