Livros

Plasticus Maritimus - Uma espécie invasora

17,00 €
Descrição:
Plasticus maritimus - Uma Espécie Invasora é um guia de campo ilustrado.
Da autoria de ANA PÊGO , com ilustrações de
ISABEL MINHÓS MARTINS  e BERNARDO P. CARVALHO 

Para explicar o problema do plástico e o seu impacto nos oceanos às crianças (e não só). Explica como identificar, colecionar e eliminar o Plasticus maritimus
 

Material Embalagem:
S/ Embalagem

Origem:
Portugal

Prémios e Certificações:
PRÉMIOS E MENÇÕES Aconselhado — Plano Nacional de Leitura Menção Honrosa – BolognaRagazzi Awards, na categoria “Non-fiction”, atribuído pela Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha (2020) Nomeado — Prémio BD Amadora: Melhor Desenhador Português de Livro de Ilustração (2019)

Sobre:
- Contém informação sobre a relação entre o plástico e os oceanos.
- Um guia para preparar idas à praia, com o objetivo de colecionar e analisar exemplares desta espécie.

Objetivo: motivar para a mudança!

O Plasticus maritimus merece ter os dias contados! A cada hora que passa, mil toneladas de plástico vão parar aos oceanos. O equivalente a um camião cheio de plástico, por minuto! Já é tempo de fazermos alguma coisa.

FICHA TÉCNICA
ISBN: 9789898145901 
Edição: 03-2019
Editor: Planeta Tangerina 
Idioma:  Português 
Dimensões: 150 x 208 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176

Projeto Plasticus maritimus nas redes
Facebook
Instagram

Sugestões e Receitas:
- Preparar uma saída para limpar as praias do Plasticus maritimus com este guia de campo. O livro ensina sobre o equipamento a levar, os cuidados a ter, os melhores locais e épocas. 

- A Ana desenvolve regularmente oficinas e ateliers sobre o ambiente para crianças e famílias, em instituições como a Gulbenkian e o Oceanário. 

 

Rostos e Histórias:
Quando era pequena, a bióloga Ana Pêgo não brincava no quintal, mas quase sempre na praia. Fazia passeios, observava as poças de maré e colecionava fósseis. À medida que foi crescendo, apercebeu-se, porém, de que uma nova espécie invasora se tornava cada vez mais comum na areia: o plástico. Para melhor alertar para as suas consequências na vida do planeta, Ana decidiu colecionar e dar um nome a esta espécie. Chamou-lhe Plasticus Maritimus, e desde então nunca mais lhe deu tréguas, iniciando um projeto de sensibilização para um uso mais sensato dos plásticos.

 

Ainda não existem comentários para este produto.

Autentique-se para escrever um comentário. Iniciar sessão