Receita do mês: tortitilhas

Receita do mês: tortitilhas

O ingrediente secreto: lentilhas

Leguminosas que variam em cor, tamanho, textura e sabor, mas que competem pelo prémio de qual a mais deliciosa e nutritiva. Elegemos as lentilhas vermelhas,  para ingrediente deste mês – as mais pequeninas e frágeis, por serem vendidas sem casca e cortadas ao meio.

Desde o tempo dos Romanos associadas ao dinheiro e à prosperidade, são ainda hoje servidas na noite de fim de ano nas casas italianas, como um prato que traz boa sorte. Carregando um simbolismo que varia de cultura para cultura, a sua forma redonda simboliza, na religião judaica, o ciclo da vida. Independentemente do seu simbolismo, em países como Israel, Índia, Etiópia e Irão foram das principais fontes de alimento para as suas populações em crescimento. 

As lentilhas vermelhas ficam cremosas quando cozinhadas e facilmente absorvem outros sabores. Demoram entre 15 a 20 minutos a cozinhar, na medida de três de água para uma de lentilhas. Quando cozinhadas, formam um puré, servido, na Índia, com especiarias – o tradicional Dhal – tornando-se ideais para engrossar e enriquecer molhos, cremes, sopas ou mesmo um caril com todo o seu sabor e valor nutricional. 

A ingestão diária de alimentos integrais ricos em fibra, tal como as lentilhas, é uma das formas mais saudáveis de saciar a fome. Contêm fibras solúveis e insolúveis que expandem o estômago, absorvem água, ao mesmo tempo que expulsam resíduos, excessos de gordura e toxinas do corpo. Contribuem assim para a nossa saúde cardiovascular, digestiva e imunológica. Por serem uma das melhores fontes de proteína de origem vegetal e ricas em nutrientes essenciais como o ferro e vitaminas do complexo B, tornam-se uma óptima alternativa à carne.

São as lentilhas uma presença habitual no vosso lume? Em que criações vossas não abdicam da sua magia?

A receita

Tortitilhas – crepes de lentilhas vermelhas

As lentilhas vermelhas, reduzidas a pó, são o ingrediente principal e essencial para preparar estes crepes – tão especiais que mereceram um nome próprio – Tortitilhas. 

Ainda cruas e secas, as lentilhas vermelhas podem facilmente ser trituradas num processador de alimentos e transformadas numa farinha tão rica que apenas é necessário mais um, leram bem, apenas um ingrediente para lhe dar a consistência certa. Adivinham qual? Tcham tcham… água, pois claro! Misturando a farinha com água e outros ingredientes à vossa escolha conseguem preparar estas incríveis tortitilhas. Caso optem por não acrescentar nenhum ingrediente, o resultado será algo semelhante a uma panqueca salgada a que podem acrescentar toppings à vossa escolha.

Como ingredientes adicionais, escolhemos saltear cogumelos shiitake com tomate seco demolhado e uma folhas frescas de salsa. A levedura de cerveja e as ervas aromáticas são a chave para um sabor e aroma difíceis de resistir. A quantidade de água não é certa – as lentilhas absorvem água rapidamente, pelo que preferimos adicionar água aos poucos até a mistura ficar consistente, mas não demasiado densa. Como sabem privilegiamos a criatividade, por isso sintam-se livres para escolher os ingredientes que mais vos agradem.

*Podem preparar uma grande quantidade de farinha de lentilhas para guardar e ficar pronta a utilizar em qualquer altura. Experimentem utilizar em crepes, quiches, tortilhas, bolachas, tostas, bases de pizza… façam as vossas experiências e partilhem connosco!

 

INGREDIENTES 

  • 1 copo lentilhas
  • 1 copo água
  • Cebola picada, a gosto
  • Alho picado, a gosto
  • Salsa picada, a gosto 
  • Cogumelos aos cubos pequenos, a gosto
  • Tomate seco demolhado e laminado, a gosto
  • Ervas aromáticas, a gosto
  • Levedura de cerveja, a gosto
  • Sal, a gosto 
  • Óleo de sésamo tostado ou azeite, a gosto

MODO DE PREPARAÇÃO 

1 – Triturar as lentilhas até ficarem com consistência de farinha.  

2 – Saltear a cebola, o alho, os cogumelos e o tomate com uma pitada de sal e um fio de azeite ou óleo a gosto. 

3 – Numa taça, envolver a farinha, a levedura, a salsa, as ervas a gosto e a mistura de legumes salteados. 

4 – Adicionar água e misturar até a mistura ficar uniforme e consistente. 

5 – Verter a mistura para uma frigideira antiaderente pré-aquecida em lume brando e deixar cozinhar até aparecem furinhos na massa e os limites ficarem dourados. 

6 – Virar o crepe e deixar o outro lado cozinhar até ficar bem dourado. 

7 – Transferir para um prato e servir com um acompanhamento a gosto. 

Bom proveito!

Até já!

Criatividade ao lume

Deixar comentário

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.